História e filosofia
do couvent des minimes em provence

Editorial

É a melhor profissão do mundo que exercemos em um local fantástico!

Quando era criança gostava quando tinha gente em casa.
Isso dava-me um sentimento de plenitude.
Hoje, sou apaixonado pelo que faço, e vivo um sonho que se tornou realidade.

Situado no coração da Provence, estamos orgulhosos deste local: LeCouvent des Minimes Hotel & Spa L’Occitane.
Mais do que nunca, acompanhados de uma bela equipa, temos o prazer de o receber em nossa casa, em sua casa!
Esta alma de “estalajadeiro” tão querida aos valores fundadores dos Relais & Châteaux renasce neste local.

Le Couvent des Minimes, repleto de história, rodeado pela natureza, com vista para a pitoresca aldeia de Mane, cheira bem a esta Provence que tanto amamos!
Deixe-se seduzir pela sua tranquilidade, o seu ambiente natural, os seus passeios bucólicos.

A celebração dos sentidos faz parte da cozinha do Chef Jérôme Roy. Ele saberá emocioná-lo, animá-lo, surpreendê-lo…

O Spa L’Occitane irá reconfortá-lo delicadamente durante este momento inesquecível.

Toda a equipa, a minha esposa e eu ficaremos felizes por recebê-lo.
Terei muito prazer em lhe dizer… BOM DIA!

Fabien PIACENTINO

H


                  Senhor e Senhora PIACENTINO

                  paisagem de Mane

H

História e paixão

É para os religiosos dos Mínimos, uma ordem mendicante instituída por São Vicente de Paula, que o Marquês Melchior de Forbin Janson funda em 1613 o Couvent des Minimes (Convento dos Mínimos), em Mane, no que se tornará os Alpes-de-Haute-Provence.

A cultura e o estudo das plantas representavam uma atividade importante da vida do Convento. Louis Feuillée, botânico de Luís XIV, aí fez os seus estudos e escreveu dois tratados sobre a botânica.

Durante as suas expedições na América do Sul, estudou novas espécies de plantas como as capuchinhas e a fúcsia que trouxe para França.

Após a Revolução Francesa, o Couvent des Minimes permanece desocupado até 1862, data em que o Terrasson, arcipreste de Forcalquier, inicia a sua transformação em hospício.

Alguns anos mais tarde, uma comunidade de Irmãs Franciscanas Missionárias de Maria aí se instalaram. Ocupam-se então do hospício e de seus residentes.

Entre duas missões no estrangeiro, as Irmãs cultivam os jardins em restanque (tipo de muro feito de pedras secas que suporta uma cultura em socalcos) onde plantam árvores de fruto e vinhas. Estas culturas permitem-lhes alimentar os residentes e restabelecer as Irmãs que regressam de países tropicais.

Em 1999, as Irmãs deixam o Convento que fica desocupado até à sua reabertura como Hotel & Spa em junho de 2008. Longe do seu objetivo inicial, este local de residência e relaxamento cultiva permanentemente o mesmo espírito de acolhimento que o habita há séculos.

Por ocasião dos Prémios Villégiature Awards 2009, apresentados no dia 19 de outubro de 2009, o Relais & Châteaux Le Couvent des Minimes Hotel & Spa L’Occitane foi eleito o "Melhor Hotel de Charme da Europa".


                  Parte externa do Couvent des Minimes

O Sr. Saint Vincent que trabalha na restauração do Convento não esconde o seu estusiasmo:

Les Minimes! É difícil imaginar este local maravilhoso, cercado e protegido pelas montanhas dos Alpes. Les Minimes são separados desta cadeia de montanhas por uma grande planície que, na primavera, veste-se com as suas mais belas flores. Amendoeiras, rosas ou brancas, oferecem-lhe um delicioso adorno. Narcisos, anêmonas de várias cores, margaridas brancas emergem do campo. Por todos os lados, espinheiros alvar perfumados.
Tudo aqui é aromas e prazer.

Tudo está repleto de aromas e de prazer para os olhos.